Somente 1 em estoque

Como entrar e permanecer nos EUA

Criança brasileira fala sobre morar nos EUA

Hoje, com 13 anos, não consigo imaginar ter que sair dos Estados Unidos. Estou fazendo a minha parte para ficar aqui, terminar meus estudos com excelência e construir minha vida. Sinto falta de família, amigos e comidas, mas quando vou de visita ao Brasil isso tudo é ainda mais gostoso. Desde os 4 meses aqui já tinha esse sentimento!

Amanda Martins 

Quando se vai morar nos EUA e você não fala inglês, não  possui  a mesma cultura e não conhece ninguém, o choque é grande.

Mas a convivência com o belo, organizado e seguro invade nossa alma e faz valer a pena qualquer coisa!

Entenda o porque...


Vamos começar por algumas diferenças daqui dos Estados Unidos:

  • Limpeza
  • Organização
  • Exigência
  • ​Segurança
  • Idioma

"Não quero dizer que os outros países não tenham essas características citadas, mas existe uma maneira diferente de agir relacionada em cada uma delas aqui nos Estados Unidos"

Por que limpeza?

Praia em Miami

Bem, vai notar que onde moram americanos você não irá encontrar sujeira jogada pelo chão e que se uma pessoa derrubar algo como um salgadinho, ela faz questão de pegar um a um.

É que se cresce com o hábito de jogar as coisas no lugar certo e preservar o que se tem e o do outro. 

Há uma preservação geral na cidade, os governantes estão sempre atentos com a manutenção de tudo para que nada fique arruinado.

Assim, tudo fica limpo e já organizado automaticamente.

E se tratando de limpeza doméstica, aqui é um trabalho valorizado. Se ganha bem para limpar as casas. Empregadas são "artigo de luxo".

Não há alagamentos por causa que o povo jogou sujeira pela cidade!!!

Nem "farofada" na praia !!

Organizada em que?

Notícias de Miami

Em Tudo!! A cidade fica organizada sempre em questão de visual, pois cada condomínio se encarrega de deixar tudo bem cuidado e bonito, gramas e jardins estão sendo tratadas todos os dias.

Se você vai a um evento terá um montante grande de pessoas para organizar e ajudar da chegada até no estacionamento. E não estou falando de flanelinha, não.

E eles são super bem humorados e adoram participar!

Eu mesma já tirei uma foto dentro do carro de polícia, como se estivesse indo presa! kkk​

Guarda

Guarda

No parque, na escola, nas emergências, sempre se conta com muita gente.

Até mesmo as casas, possuem um padrão de cores para que sejam harmônicas.

As escolas funcionam por região e há limite de quantidade para cada professor, cada uma tem um grupo de voluntários que fazem de tudo para arrecadar mais dinheiro para melhorar ainda mais a escola.

As taxas de impostos servem para realizar as obras da cidade e e deixar tudo funcionando da melhor maneira possível e não se vê dinheiro disperdiçado.

Morar nos EUA

Morar nos EUA

O transporte público, em muitos lugares dos Estados Unidos, são gratuitos, com horários sendo respeitados e até mesmo com serviço de telefone para se saber o horário que vai estar em determinado ponto da cidade. E ainda você pode levar sua bicicleta!!

trolley

Na matéia de como é Doral, você vai conhecer ainda mais detalhes.

E quanto as exigências?

São muitas sim, mas o choque é porque quem vem de fora não está acostumado e precisa se adaptar aos novos costumes como:

Pagar suas contas em dia para não sofrer penalidades descritas em contratos. Se você adquire algo e vai pagar em prestações e não deu conta de pagar...humm tome cuidado com o que assinou, pois vai acontecer exatamente aquilo.

Famílias são retiradas de suas casas de aluguéis caso não paguem, isso é natural, mesmo que tenham crianças pequenas o fato não vai mudar.

Se você dirigiu mais rápido ou até mesmo abaixo demais da velocidade permitida, vai tomar uma multa. Isso é normal em qualquer país, mas fique sabendo que eles ficam de olho até naqueles que ficam passando de uma faixa para outra constantemente.

Dirigindo nos EUA

Dirigindo nos EUA

E se há uma placa de STOP, você realmente tem que fazer uma parada completa! Isso mesmo, mesmo que não venha nem um carro, a lei é para ser cumprida mesmo sem ninguém estar olhando.

E quando o ônibus escolar abrir a placa de Stop, as duas vias de carros precisam parar até que ele recolha a placa.

Se você tem autorização para andar armado, você também terá a responsabilidade pelo que acontecer, porém se invadirem sua casa você vai poder atirar sem dó, pois a lei te protege.

Suas obrigações são cobradas, assim como o governo pode ser cobrado pelos contribuintes. E as exigências de cumprirem o que foi prometido aqui é grande.

As leis são para todos, adolescentes, adultos independentes de sua classe social ou profissão que possuem.

Justo

Como por exemplo: Um político tentou desviar 7 (mil), isso mesmo (MIL) de uma construção milionária e foi detido.

Morar nos EUA é como viver num paraíso para quem estáva acostumado conviver com  tanta corrupção!!

​E a segurança?

Não podemos falar que aqui tem segurança total. Isso não existe.

Mas o interessante é que desde pequenos, todos aqui são criados com o costume (como se fosse lei) DE QUE O QUE NÃO TE PERTENCE NÃO DEVE SER MEXIDO OU VIOLADO!

Segurança

Segurança

Meu marido já esqueceu uma mochila cheia de câmera fotográfica, de vídeo e a própria carteira em uma barraquinha de comida na Disney e quando se deu conta já havia passado meia hora, quando voltou, a pessoa havia guardado a mochila para ele.

E eu esqueci meu celular no murinho do lado de fora do Walmart e quando voltei, estava com uma responsável da loja.

A polícia está sempre na ativa, sempre circulando em lugares como escolas, shoppings e onde sabem que são mais perigosos.

Policia

Policia

Além do que, existem agentes que se infiltram para descobrir onde encontrar traficantes e outros tipos de criminosos.

Acontece de tudo aqui também, mas as providências são tomadas.

E quanto ao idioma quando se vai morar nos EUA?

Escrita

Uma barreira para a comunicação! Mas ela é vencida por muitos e de todas as maneiras.

Você encontra comunidades de todos os povos em quase todos os cantos do mundo.

O inglês é universal, depois que o aprende vai perceber que as portas para o mundo foram abertas.

Em todos os países você sempre encontra um curso relacionado à língua nativa e, muitas vezes, são até gratuitos ou com taxas bem baixas.

E não há idade para começar!!!

Senhor estudando

Senhor estudando

Como fica a criança nessa história toda?

Bem, vai depender da idade em que ela chega.

Sim... quanto mais novinha mais fácil. Disso você já sabia não é?

E quando ela é maiorzinha?

Crianças

Crianças

Nas escolas dos Estados Unidos as aulas não poderiam ser ministradas de outra maneira que não o inglês, mas eles possuem um sistema chamado ESOL, que é exatamente para as crianças que chegam sem saber inglês.

E como funciona?

Primeiro que essas crianças vão ter um acompanhamento extra com um professor que fala a língua dela uma vez por semana, em segundo existem os níveis de 1 a 5 no ESOL e quando a criança atinge o terceiro nível já não tem mais o professor extra. Mas se atingiu o terceiro nível é porque já passou da metade do caminho e a avaliação é feita no geral (linguagem + gramática). Isso significa que ela já está muito bem.

E para dar um exemplo bem de perto, posso falar da nossa filha, que chegou com 9 anos sem saber o inglês e nem o espanhol (na verdade com o básico de onde estudava e mais um mês de curso de espanhol no Brasil) e em um ano já atingiu o nível 3 do ESOL e até foi convidada para ser patrulheira na escola. Significando que já sabe falar os dois idiomas (pelo menos para uma boa e básica conversação), além das notas terem melhorado na parte em que tem que escrever.

Tudo o que você quiser saber sobre escolas você poderá encontrar em:

Mas a adaptação não foi fácil, quer saber como foi?

Mudanças

Mudanças

Começaram as aulas e ela iniciou com uma professora que não gostava de falar nada em espanhol, nem para orientar. A sorte que naquele ano ainda se fazia o rodízio com vários professores e alguns deles eram mais maleáveis neste aspecto.

Quando a professora principal descobriu que nossa filha não sabia nem mesmo espanhol, queria que ela mudasse de sala.

Conversamos com a diretora e ela nos aconselhou a insistir mais um pouco, e disseram que iriam conversar com a professora.

Ela até fez um teste na outra sala, onde as crianças falavam espanhol e estavam aprendendo inglês.

Ela nunca tirou menos que A+ nos testes de espanhol, mas entre escrever e falar, há uma diferença e apesar de o português e o espanhol não serem iguais, há uma familiaridade muito maior do que no inglês, o que torna a compreeensão mais fácil. E a adaptação foi um pouco melhor.

Menina

Menina

Porém, ela não ficou nessa sala, porque também envolve uma papelada governamental, o que acarretaria um transtorno e uma queda na evolução escolar para ela.

A Diretora nos aconselhou a mantê-la nesse ritmo, pois estaria sendo beneficiada por ter as 3 línguas.

Houve um programa em 2013 de aulas aos sábados e ela participou, foi muito produtivo.

Calendário

Calendário

Ela sempre foi muito expansiva e faz amizade com facilidade, mas também sempre contribuimos para essa socialização. O que acontece é que aqui nos Estados Unidos, as pessoas não possuem o costume de deixar as crianças irem umas nas casas das outras até que os pais se conheçam bem. Então, toda amizade vale ouro! E às vezes, demora um tempo!

Aulas particulares são caras e não aconselhamos para as crianças menores e do tamanho da nossa filha, pois eles adoram de assistir tão repetidamente as coisas que gostam, que se você deixá-los assistindo TV vai perceber que em muito pouco tempo já vão sair falando o idioma. Os menores são ainda mais rápidos!

TV

TV

Como agir com para que eles não criem uma barreira negativa?

Conosco funcionou assim:

  1. Agimos normalmente e não deixamos que sentisse que seria difícil.
  2. Fizemos que entendesse que não perdeu amigos e sim ganharia mais.
  3. Eu passei horas com ela após a escola, traduzindo e ajudando nas lições.
  4. Nos dias que não queria ir para a escola não davamos brecha para esse tipo de manha (que foram poucas, pois notou que não teria nada a fazer).
  5. Não trabalhamos com reconpensa, pois escola é uma coisa que toda criança tem que ir.
  6. A colocavamos em contato com os colegas e familiares atravéz do skype o mais frequentemente possível.
  7. Insentivamos as amizades.

Conclusão

Não é possível ter tudo que se quer, mudar de um país e trazer família, amigos e tudo mais que gostava, então é necessário ir se adaptando e procurando matar as saudades e vontades de certas coisas.

Sempre você encontra um restaurante da sua origem, um alimento no mercado e pessoas do mesmo país.

E tudo acaba bem... 

Agora ela mesma vai contar um pouquinho dos seus sentimentos de como é morar nos EUA:

Compartilhe esta matéria, pois pode ter alguém buscando mais informações sobre como morar nos EUA !

Valdirene Martins
 

Olá. Meu nome é Valdirene Martins e vivo em Miami desde 2013. Sou brasileira, mas meu coração já é metade americano. Gosto de tudo por aqui. Sinto saudades da família e amigos, porém os Estados Unidos oferecem vantagens e oportunidades de experimentar muitas coisas novas. Estou adorando dividir tudo isso com vocês.