style="display:inline-block;width:728px;height:90px"
data-ad-client="ca-pub-4096416861955340"
data-ad-slot="3966619962">

135

O que as Crianças Brasileiras vão Encontrar nas Escolas Americanas?

Esta é uma pergunta muito comum e procupante entre os pais que estão mudando para os Estados Unidos, por isso resolvi escrever sobre esse assunto. Foi também uma pergunta que fizemos antes de virmos para cá, porém não encontramos nada muito aprofundado sobre o assunto antes de chegarmos aqui.

Bem, já postamos à respeito de escolas e como elas são em geral, mas acredito que posso complementar ainda mais esse assunto e esclarecer perguntas que ainda são pertinentes à esse assunto. 

cadeado

Desbloquei o resto do artigo

Nós do Blog Tudo Sobre Miami queremos nos aproximar mais do leitor, deixe seu nome e email para fazer parte de nossa lista

Ao digitar seu nome e email o conteúdo será liberado.

Como sabem, a língua oficial dos Estados Unidos é o inglês, portando isso entra no topo da lista.

INGLÊS !

Palavra chave para a resolução de qualquer problema aqui nos Estados Unidos.

E se não souber falar inglês?

coral

Eu diria que você sobrevive, mas na escola americana as crianças terão que se acostumar e aprender o idiona, pois as aulas são em inglês.

As crianças passam por períodos difíceis sim, mas são as mais rápidas em se adaptar.

Eu ficava intrigada e tenho que confessar, até mesmo um pouco irritada, porque os colegas de trabalho do meu marido viviam perguntando se estava tudo bem comigo, mas não se preocupavam com minha filha.

Ahhh, mas depois descobri que com o número de horas ouvindo e falando inglês na escola e depois com a TV em casa, eles aprendem em menos de um ano e que eu fechada em casa demoraria mil anos kkkk

Chegamos nos Estados Unidos e somente meu marido falava o inglês e além de ser fluente no inglês é também no espanhol. Mas para nossa sorte, em Miami mais da metade da polupação fala espanhol no cotidiano. Muitos nem sabem o inglês. Tive que me esforçar para aprender um pouco de espanhol e realizar as coisas básicas necessárias. Mas você encontra quem não fale espanhol também. Por isso a importância do inglês!

E o contato na escola americana, em Miami, fica mais fácil para quem chega sem a língua, pois pelo menos faz amizade mais rapidamente e se sente mais acolhido

Mas isso em Miami, Flórida, se lembre que pode encontrar pessoas de todas as partes do mundo em qualquer lugar, mas o que vai prevalecer nos Estados Unidos é o inglês como idioma oficial.

Outro ponto importante é o comportamento individual na escola americana.

As crianças brasileiras estão acostumadas a fazer brincadeiras verbais ou físicas. Terem comportamentos mais agressivos para resolver as coisas e sairem nos tapas...

Então, se você está vindo para os Estados Unidos, já comece um bom tempo antes a instruir seu filho à respeito de como se comportar com os colegas e professores. Aqui, nas escolas americanas, a criança tem horário para atividades de grupos e livres, mas precisam saber seus limites. Não é tolerável pegar no corpo das outras pessoas, mexer no que não é seu. Tudo o que um aluno faz fica registrado em uma pasta amarela chamada “yellow folder” e pode influenciar até mesmo na conquista de um emprego futuramente. Pois o empregador pode pedir a abertura do documento para avaliação.

Há uma política muito forte nos Estados Unidos de empregar primeiro quem é nativo, então é necessário saber que está dentro das regras um compartamento exemplar para poder progredir nesse país.

O cuidado com as amizades dentro e fora da escola americana, também são importantes.

Porque são importantes as amizades?

mochilas

Assim como no Brasil, você não gostaria que seu filho andasse em más companhias, aqui isso é mil vezes mais preocupante.

Como assim?

Aqui, as crianças e jovens não tem essa desculpa de não sabia.... as regras são ensinadas desde muito cedo para todos e na escola são reforçadas diariamente. Então, se um colega estiver com drogas e seu filho estiver junto, não vai adiantar ele dizer que não sabia, vai para a cadeia também.

Assim acontece com as drogas, bebidas ou “arruaça” e se isso acontecer nos perímetros da escola então, fica ainda pior. Vai para apasta amarela' e jamais vai sair dos registros.

Avalição de alunos na escola americana

Aqui você é um entre tantos, mas com uma individualidade inexplicável. É como se cada aluno estivesse tendo aulas particulares. Isso é a escola pública daqui. As classes são por qualidade de aluno sim, eles não barram os mais intelegentes e nivelam por baixo porque a maioria não acompanha ou apenas alguns sabem mais.

As classes são montadas respeitando as qualidades de cada aluno e é lógico que quem chega de outro país como do Brasil por exemplo, vai para o nível mais baixo e vai se graduando. Mesmo que tenha vindo das melhores escolas brasileiras, nada se compara com o que vai encontrar aqui. Começando em ter que falar e escrever em inglês. O que leva um tempo para dominar.

Mas os professores estão sempre de olho nos “gênios”, pois tanto o aluno como o professor podem sair ganhando se for descoberto uma mente diferenciada. Isso mesmo, um professor que encontar um aluno com uma inteligência mais elevada ganha uma premiação muito boa e o aluno ganha todo um suporte do governo para se desenvolver ainda mais.

Se seu filho for convidado para realizar alguma coisa foi porque fez por merecer, então deve aproveitar e levar bem à sério!

futebol-americano

Horário e comida na escola americana.

É lógico que dependendo da idade da criança ela irá ter horários diferentes umas das outras, porém como as aulas iniciam às 8:30 am o horário de comer vai variar entre 11:00 e 12:30 am.

maçã

Nas escolas existem o sistema de cantina, onde servem comida com baixo custo. Minha filha nunca quis nem experimentar. E também não posso dizer nada sobre a qualidade a não ser que a Primeira Dama estava lutando por uma melhoria a respeito da qualidade da alimentação. Acredito que não dever ser tão saudável então!

Particularmente prefiro enviar o que ela vai comer, assim tenho uma base de como está se alimentando.

Na primeira escola em que ela estudou, os professores gostavam muito de distribuir doces durante as aulas ( o que eu detestava, por vários motivos!), mas nessa segunda escola percebo que isso é mais controlado e me agradou muito. Eu não sou contra eles ganharem de vez enquando um agrado, mas todo dia já é demais!!

Quanto à alimentação, vai depender do que seu filho e você vão combinar!

Novamente vou alertar sobre comportamento, eles vão comer em uma cafeteria e não é tolerado bagunça e em cada escola há um procedimento diferente para os que não seguem as regras em determinados horários.

Responsabilidades na escola americana

lápis

Cada aluno é responsável pelo seu material, não devem falar alto, correr pela sala ou corredores da escola.

As regras são claras para eles e para os pais também. As regras chegam impressas para os pais assinarem e não dizerem que não estavam cientes de como orientar seus filhos.

Existem patrulheiros (alunos escolhidos por bom comportamento) para ajudarem durante a entrada e saída escolar, para que todos cumpram os regulamentos.

Amanda-Martins

Além de muitos pais que são voluntários na escola para que tudo saia perfeito (com alguns contra-tempos de vez enquando, pois todos somos seres humanos, não é mesmo?)

Mas não fica apenas na escola a responsabilidade, todos os dias eles cumprem pelo menos mais uma hora de estudos em casa, com leitura, escrita e entrada em sites específicos.

Caso a criança chegue na escola sem a lição feita e sem uma notificação dos pais sobre o ocorrido, depois de três ocorrencias, a criança fica em detenção por mais uma hora na escola para fazer a lição.

E aqueles que cumprem com todas as suas responsabilidades é recompensado.

Para cada um de nós, está sendo uma grande conquista à cada dia!!!

Recompensas nas escolas americanas

Como já falei, os professores gostam de agradar os alunos também, pois com todos felizes a realmente a aprendizagem é melhor.

As recompensas vão além das gulosemas.

As crianças recebem certificados por não faltarem na escola, por tirarem notas boas, por ter bom comportamento.

O mais interessante é que a comunidade ajuda nisso tudo, dando vales pizzas, descontos em lugares para crianças e muito mais.

Igualdade entre todos

menino-com-diploma

O que presenciamos é uma acolhida sem questinamento, você pode ser de qualquer lugar do planeta, se há uma criança e você está estabelecido perto da escola, você passa a ter o direito e dever de colar seu filho na escola.

Cada região tem sua escola e aceita a criança que mora perto dela.​

O fato de ser ou não americano não tira o direito de uma criança poder estudar e dar o seu melhor, crescer e progredir. Ninguém sabe o potencial de uma pessoa, e nada melhor que​ essa nação para mostrar o quanto eles apreciam achar as mentes brilhantes, sejam elas de onde forem!!!

Porém, vão cobrar que as regras sejam cumpridas também, seja você de onde for!!!​

Uma lista para você recordar sobre o assunto: o que a criança vai encontrar nas escolas americanas?

1- Um idioma diferente: Inglês

2- Algum outro idioma dependendo da localização que se encontra o local da escola.

3- Comportamento exemplar

4- Cuidado com as amizades (por isso é comum falarem que os americanos são mais fechados)

5- Modo diferente de ser avaliado

6- Horário de comida e a comida na escola americana

7- Responsabilidades na escola americana (punições e recompensas)

8- Igualdade entre todas as raças, entre todas as pessoas em questão de direitos e responsabilidades.​

9- Regras em todos os lugares.​

Assim se progride, todos podem desfrutar de coisas maravilhosas que apenas quem vive pode realmente dizer o que é!!!​

E não existe coisas ruins?

Claro que sim....mas como sabemos dar valor às coisas boas, as ruins são tão poucas que nem contam. E outra hora escrevo sobre isso...

Se gostaram, comentem, perguntem e se ainda restou dúvidas? Perguntem mais ainda, assim poderemos ajudar!! E por favor clique abaixo e compartilhe

Grande Abraço!​

Valdirene Martins
 

Olá. Meu nome é Valdirene Martins e vivo em Miami desde 2013. Sou brasileira, mas meu coração já é metade americano. Gosto de tudo por aqui. Sinto saudades da família e amigos, porém os Estados Unidos oferecem vantagens e oportunidades de experimentar muitas coisas novas. Estou adorando dividir tudo isso com vocês.

carla - 29 de maio de 2017

Olá temos apartamento em Miami e em jukho quero ir passar as ferias com as crianças. Vc sabe me dizer se tem algum curso ou atividades dentro das escolas em miami pra minha filha de 6 anos fazer e treinar seu ingles?

Tânia - 4 de janeiro de 2017

Boa noite! Tudo bem? Eu e minha família pretendemos morar em orlando, mas ainda não decidimos o bairro e nem a escola pra minha filha de 15 anos. Vc poderia nos dar alguma dica sobre o bairro e a escola? Por favor!

    Claudemir Martins - 4 de janeiro de 2017

    Oi Tania, boa noite

    Orlando está a mais de 3 horas de Miami, não conhecemos a região para indicar uma escola específica, recomendamos uma pesquisa no Google.

    Abraços
    Claudemir

      Tania - 4 de janeiro de 2017

      Me desculpe!
      Obrigada por sua atenção!

    Valdirene Martins - 11 de janeiro de 2017

    Oi Tânia, eu procurei por uma amiga corretora de lá e ela me informou que as melhores regiões são Windemere, Lake Nona, Winter garden (a nova) e Hunters Creek. Se necessitar de ajuda para alugar por lá é só me enviar um email que coloco você em contato com ela. Abraços.

tatiana - 22 de dezembro de 2016

Ol[a, Valdirene.
Como vai
Seria possivel me falar sobre estudo temporario (2meses) com filhos na florida
Existem opcoes de cursos para pais e filhos para curto periodo
onde encontra-los
obg!

Sergio - 1 de dezembro de 2016

Olá Valdirene tudo bem? Em Julho de 2017 estarei morando em Miami, apesar de ter lido vários post sobre a educação , tenho uma preocupação em relação ao meu filho, ele irá complementar 5 anos no mês de Julho e já poderá frequentar escola pública, porém ainda não alfabetizado ainda, todo processo de alfabetização do mesmo será em Inglês, porém acredito que nos primeiros meses ele ficará apavorado, já que vai estar numa sala de aula sem entender nada, é isso mesmo?

    Valdirene Martins - 11 de janeiro de 2017

    Olá Sergio, as aulas são em inglês e as professoras são amáveis e ajudam muito as crianças. As crianças se ajudam muito. As crianças pequenas aprendem muito mais rápido um idioma novo. Você precisará passar segurança para ele (mesmo que você não a tenha), deixar que assista muita TV em inglês, chamar amiguinhos para conviver com ele (que falem inglês ou até mesmo espanhol), pois assim ele vai ter segurança em ir para a escola. Sei que parece assustador, mas ele se adaptará muito rápido, pode ter certeza. Se vier para Miami conte comigo para locação, compra ou investimentos 🙂 ou para te responder alguma outra dúvida.

Daniela - 15 de novembro de 2016

Olá Valdirene é pessoal que acompanha o blog

Estou medida do em dezembro para Boca Raton florida, lendo muitas coisas consideramos que seja uma cidade com boas escolas.
Estou me mudando com 3 filhos, 17 anos – 12 anos e 7 anos.
Vc conhece as escolas de Boca Raton? Já ouviu falar algo? Ficamos muito na dúvida entre boca e weston, mas como boca tem uma infraestrutura um pouco melhor- shoppings – restaurantes – hospitais acabamos optando por lá.
Sabe me passar alguma informação

Obrigada

    Claudemir Martins - 15 de novembro de 2016

    Olá Daniela,

    A experiência que tivemos é que no geral todas as escolas são muito boas, porém ouvimos falar de pessoas que conhecemos e que moram em Weston que escolheram morar lá exatamente pela qualidade das escolas

    Abraços
    Claudemir

Leonardo - 10 de setembro de 2016

Boa tarde tudo bem? Parabéns pelo site.
Estamos mudando para Miami mas meu filho tem apenas 2 anos.
Como funciona as escolas? Eu li em algum lugar que todas são particulares para essa idade. Pode me indicar uma escola para eu pesquisar?
Obrigado

gabriella santana - 3 de setembro de 2016

ola valdirene! parabens pela sua explicaçao!foi muito clara!so restou uma duvida,vou me mudar final do ano para Tampa,na Florida,por acaso vc nao saiba se tem alguma escola brasieira la? obrigada.

    Valdirene Martins - 12 de setembro de 2016

    Olá Gabriela, escola brasileira não sei se tem, mas com certeza você vai encontrar programas que atendam suas necessidades. Boa sorte.

Ana Castro - 27 de agosto de 2016

Boa tarde! Adorei as dicas tudo… bom minha filha tem 4 meses e eu e meu marido vamos morar em Boston Massachusetts o meu medo é nao saber como sera a educação dela sendo criada desde pequenininha num país onde se fala outro idioma sera que ela vai ficar confusa em aprender português em casa com os pais e ingles na escola. .. eu não falo nada de inglês como vou ajudar a minha pequena nos deveres da escola eu não vou entender nenhuma palavra que ela falar comigo kkkkkk to com muito medo eu sei que vou saber me virar sozinha mas me preocupo muito com ela que é só um bebê
Tenho muitas dúvidas poderia me ajudar?

    Valdirene Martins - 13 de setembro de 2016

    Olá Ana Castro, eu entendo o seu medo. Mas pode ficar bem tranquila que quanto menor a criança melhor é a adptação a vários idiomas. Quanto a você não falar, também pode ficar tranquila que a necessidade faz o monge. Você corre e aprende também, de pouquinho a pouquinho você vai vendo que é capaz e quando sua pequena estiver na escola vai ver que ela vai te explicar o que tem quer ser feito e você não vai precisar se preocupar com isso. Afinal, a tarefa é para ela fazer rsrsrs. A exposição a dois idiomas é uma coisa em que os bebes se adptam facilmente. Mas fale muito com ela e em casa deixe a tv em português pois eles preferem o inglês que a estrutura é mais lógica pra eles. No meu caso foi ao contrário, minha filha já estava alfabetizada e não sabia nada de inglês nem espanhol, então assistir em inglês ajudou muito. Me escreva quando quiser. Abraços

Kassia Roberta Hardt Braun - 3 de agosto de 2016

Olá Valdirene,
Minha duvida é quanto a matricula de crianças que estão ilegais no pais? É possivel, como funciona? Tenho um filho de 6 anos e uma de 17 anos. Estamos programando a viagem para meados do ano que vem. A principio, ficaremos ilegais no país. Consigo alugar casa?

    Valdirene Martins - 23 de agosto de 2016

    Olá Kassia Roberta Hardt, não aconselhamos ninguém vir ilegal, pois é muito difícil para essas pessoas. Mas aqui algumas coisas não se misturam e aluno em idade escolar vai para a escola mediante a comprovação de uma conta de serviço de água ou luz em seu nome. Porém, quanto a alugar, que seria o passo inicial antes de ele ir para a escola, necessita de documentação e geralmente se pede carta de trabalho, de crédito entre outras coisas. Mas se você possuir o valor para pagar os últimos 6 meses do aluguel fica mais fácil de que alguém te aceite. Espero ter ajudado. Obrigada por nos visitar.

Fernanda Costa - 27 de julho de 2016

Boa Noite! Estou olhando os comentários e amando seu site!! Uma dúvida:
A criança que começa na escola aí, sem falar nada em inglês, ela faz prova mesmo assim? Prova normal como os outros?? Porque ela não vai saber ler as questões ne? Me preocupo muito com isso!! Agradeço sua resposta! OBrigada!

    Valdirene Martins - 24 de agosto de 2016

    Olá Fernanda Costa (mesmo nome de uma prima minha 😉 ) Sim, faz a prova sim. Estamos nos Estados Unidos rsrs. E eles entram em uma sala especial que é uma “alfabetização” para eles, porém de uma forma que eles nem percebem. O programa se chama ESOL e conforme vão evoluindo de níveis vão mudando de sala. É assim mesmo. Por isso não adianta esquentar com notas e vai ver que sem stresse seu filho vai melhorando conforme o ritmo dele. Mais dúvidas…pode perguntyar. Obrigada pela visita.

wilians - 26 de junho de 2016

Olá Valdirene, em primeiro lugar eu gostaria de parabenizar você pela iniciativa de disponibilizar esse espaço para nós tirarmos nossas dúvidas sobre os Estados Unidos.
Gostaria de saber como é o ano letivo aí. Temos 2 filhos em idade escolar, um menino de 5 anos que está terminando a EMEI (ciclo V) e uma menina que está cursando o 3º ano do ensino fundamental. Estamos planejando ir morar em Orlando em Outubro, nesse ano ainda, e gostaríamos de saber como será para encaixar os nossos filhos aí. O menino já poderá entrar no 1º ano e a menina já poderá entrar no 4º ano? Nas escolas daqui o ano letivo termina em Dezembro, e aí o ano letivo se inicia em Agosto, né? Como será? Se você puder nos ajudar, ficaremos gratos!! Muito obrigado pela atenção!!

    Valdirene Martins - 4 de julho de 2016

    Olá Wilians, sim o ano letivo é diferente e geralmente eles “perdem” o ano que fizeram no Brasil. Mas não fiquem preocupados com isso a experiência que vão ganhar superam qualquer 6 meses perdidos !!! Vale a pena lembrar que é bom averiguar as escolas que eles vão estudar e o que elas pedem de documentação. As escolas tem que ser perto de onde você mora. E pode ter certeza que eles irão se costumar muito mais rápido que os adultos. Pois o tanto de horas que ficam nas escolas fazem a diferença para o domínio do inglês. Ahhh, se for comprar uma casa fala comigo, sou corretora tá? Boa sorte e volte sempre. Se quiser saber mais é só escrever. Mas pode ficar tranquilo que eles só vão ganhar com esta sua escolha. 🙂

LUCIANA - 19 de junho de 2016

Olá Valdirene, vamos ver se vc responde..
Gostei das informações do seu blog.
Com tanta coisa na net, fica difícil selecionar.

Vou para Melborne – Flórida em Julho, e minha maior preocupação é o bem estar dos meus filhos.
Minha filha de 13 anos, cursa o 9o ano no Brasil e meu filho de 11 anos, cursa o 6o ano.

Me preocupo muito com a alimentação deles, pois eles são difíceis demais para comer.

Me preocupo com a qualidade do ensino, muitas pessoas dizem que o ensino nos USA é fraco comparado às escolas particulares de qualidade no Brasil. Eles estão em uma boa escola. Minha filha é ótima na escola, já ganhou inúmeras medalhas na área de matemática e física, meu filho não gosta muito de estudar, mas é bom aluno.

Tenho medo, já que estudarao em escolas diferentes, ela já vai para high school, ela é tímida, fechada, e meu filho muito dado, popular…. Jesus quanta diferença na mesma família.

Mas gostaria de saber mais sobre a alimentação e qualidade do ensino, se puder esclarecer agradeço.

Abraços.

Luciana

    Valdirene Martins - 20 de junho de 2016

    Olá Luciana, é um prazer responder aos nossos leitores. Sei muito bem da sua preocupação,pode ter certeza!! Nossa filha leva lancheira desde o primeiro dia de aula, mesmo podendo tomar café da manhã e almoçar na escola. Foi uma escolha dela e é a escolha de muitos alunos. Eles não têm vergonha de levar sua própria lancheira, seja com comida em potinhos térmicos ou lanches saudáveis para aguentar a fome e depois comer em casa. Pois eles saem as 3 da tarde da escola. Então você vai poder fazer o mesmo com seus filhos e assim, saber o que estão comendo.
    Quanto ao estudo, não imagino quem possa ter te dito uma barbaridade desta, mas cada um tem uma opinião. A nossa é que o estudo da escola pública é superior ao da melhor escola particular do Brasil. Posso dizer com experiência porque os filhos do diretor da empresa onde o meu marido trabalha pagou a melhor escola de São Paulo e vivia reclamando do ensino, até que conseguiu voltar para os Estados Unidos e colocar os filhos novamente na escola pública daqui e diz que nem de longe se compara.
    Acreditamos que em todas as partes há professores com mais facilidade de se expressar e são mais comunicativos por natureza, fazendo o aluno absorver melhor seja o que for. Mas a dedicação de cada aluno é primordial.
    E só o fato de dominar o inglês, já faz do ensino americano o melhor, pois seus filhos terão o mundo de portas abertas.
    Muitas pessoas acham melhor colocar os filhos em uma escola privada, mas na verdade elas precisam oferecer algo de muito deferente para compensar, principalmente para quem está chegando.
    Então dou um conselho, no primeiro ano de estudo de seus filhos não se desespere com as notas, elas não serão as melhores desde o início. E também dê liberdade para que assistam bastante tv e se socializem com os novos amigos. É o que eles vão precisar de início.
    Os passeios que mais fiz com minha filha foi até a biblioteca onde além de livros eles emprestam DVDs.
    Obrigada pela visita e espero ter te ajudado. Beijos e muita sorte. Quando quiser escrever será um prazer responder 😉

      LUCIANA - 15 de julho de 2016

      Que legal! obrigada por responder!
      Meus filhos estão assistindo vários vídeos para diminuir o medo e a ansiedade.
      Estamos mais tranquilos agora, afinal, daqui 15 dias estaremos aí.

      obrigada e boa sorte também!

Lucas - 12 de junho de 2016

Ola! Tudo certo?
Então, meu pai esta querendo ir morar na Florida num periodo de 6 meses no EUA, mais especificamente na Florida por ter uma cultura mais semelhante a nossa e tals, e ele quer ficar esse resto de ano (de AGOSTO a DEZEMBRO)la, então gostaria de fazer algumas perguntas a voce:

É melhor morar em Miami ou em Orlando?

Vi que cada bairro tem sua escola, mas tem alguma que pode se considerar melhor?

Eu estou no 2º ano do EM, entao faria apenas metade aqui no BRASIL. Passando esse final de ano la, quando eu voltar em 2017 vou ter que repetir o 2º ano?

Voce acha que eu teria uma grande dificuldade, ainda mais por ser um periodo nao tao longo? Sei falar ingles e entendo ainda melhor, mas apenas o bastante para me virar, me confundindo as vezes na hora de falar e se expressar (fui para o EUA tres vezes, e na ultima foi a que me virei melhor, mesmo tendo ficado um ano sem cursar ingles, devido a mudança de cidade e tal)

Na volta ao BRASIL, ficaria muito perdido?

Sao essas as perguntas, ficaria muuuito grato se voce pudesse responder, obrigado desde ja!

    Valdirene Martins - 15 de junho de 2016

    Olá Lucas. Essas questões são bem relativas. Eu e minha família adoramos morar em Miami por vários motivos e adoraríamos morar em Orlando por outras razões completamente diferentes. Então vocês devem saber qual o objetivo que procuram para poder decidir qual lugar se encaixa melhor com o que querem. As escolas de Miami são consideradas umas das melhores, mas isso não significa que Orlando não tenhas ótimas escolas. Na questão escolar, você precisa averiguar na sua escola como fica, pois cada escola tem suas regras. Dificuldade todos passamos quando chegamos pois tudo é diferente, mas o tamanho que elas são depende da forma que você as encara. Terá que se dedicar e se esforçar, e com certeza superará todas as dificuldades. Boa sorte!!!

Sione - 2 de junho de 2016

Ola Valdirene! Parabens ! Achei fantastico o seu blog.
Gostaria que minha filha de 14 anos que est[a cursando o 9 ano fosse morar em miami com minha irma para estudar.minha irma reside ai e e casada com um americano. Estou perdida, poderia me dar umas dicas de por onde comecar . grata , Sione

    Valdirene Martins - 8 de junho de 2016

    Olá Sione, acredito que o primeiro passo é procurar um advogado de imigração para saber qual visto deve tirar para ela. Acredito que seja o de estudante. E como ela vai ficar na casa da sua irmã deverá ter algum papel que diga que sua irmã é a responsável por ela enquanto esteja aqui.
    A inscrição na escola não é nada complicado. Ela vai ter o comprovante da casa onde mora para comprovação. Obrigada pelo elogio tão gentil e se precisar de indicação de advogado esvreva para mim vmartins@bahiainternational.com

Sarath - 31 de maio de 2016

Olá vou mudar com meu marido e filho de 2 anos para Orlando , oq fazer com ele já que escola só pega com 5 anos ? Obrigada

    Valdirene Martins - 8 de junho de 2016

    Olá Sarath, este tema não tem muita opção: é pagar um charter para cuidar do seu filho. E você precisar de ajuda para comprar sua casa em Orlando eu posso te ajudar. Abraços e Boa Sorte.

Samuel Eloi - 12 de maio de 2016

Olá Valdirene!!
Meu filho irá para Doural acredito que no final desse ano, o padrasto dele vai a trabalho e meu filho vai junto, nesse caso existe alguma possibilidade deles serem barrados como clandestinos, mesmo sabendo que a empresa é de um brasileiro?

    Claudemir Martins - 13 de maio de 2016

    Olá Samuel,

    Obrigado pela visita ao Blog.
    Para trabalhar nos Estados Unidos é necessário ter um visto de trabalho, se vier como turista não pode trabalhar legalmente.
    Turista pode ficar no país pelo período máximo de 6 meses a cada visita

    Claudemir

Daniela Gonzalez - 14 de abril de 2016

Olá Valdirene tudo bem.
Adorei seu blog …. Ajuda muito quem está desejando ir morar em Miami.
Está muito difícil morar no Brasil, não se vê futuro para o filhos … olho para minha filha e fico estarrecida de pensar o que será de seu futuro, só consigo pensar que devemos ir embora.
Mas ao mesmo tempo da um certo medo, pois é tudo muito novo, para as crianças é mais fácil, pois minha bebê está com 1 ano e meio, por penso em ir embora rápido para que ela não sofra.
Sou casada, eu e meu esposo somos corretores de imóveis tem 15 anos já, sei que para quem não fala fluente inglês as coisas são mais difíceis, mas vc acha que existe possibilidade de trabalhar nesta área por aí, há imobiliárias brasileiras?
Apesar que estou disposta a trabalhar do que eu puder para dar um futuro melhor à minha filha.
É fácil encontrar campo de trabalho ? Estes obstáculos são os que mais me preocupam.
Quem sabe eu consiga esse sonho. Com seus posts parece alcançável !!!
Obrigado. Abraços Valdirene.

    Valdirene Martins - 14 de abril de 2016

    Olá Daniela, Miami proporciona a facilidade da lingua. Aqui a grande maioria fala espanhol. O obstáculo maior é vir legalmente para este país. Não aconselhamos ninguém a vir ilegal. Ainda mais com crianças. Mas há maneiras de se fazer isso. Procure um advogado de imigração e ele te fornecerá todas as informações. Se puder, contrate um daqui dos Estados Unidos, pois eles possuem mais experiência. Obrigada pelo elogio e volte sempre. E quando estiver pronta para vir me chame para te ajudar com sua casa pois sou corretora. Abraços

Daniele - 12 de abril de 2016

Nossa me ajudou muito ler essa matéria, estou morando na Pensilvânia há 3 meses, fazem 3 semanas que consegui matricular minha filha, ela não sabe falar inglês ainda, isso dificulta um pouco nas aulas porque só tem 3 brasileiros na sala dela, e as crianças não querem ajudar ela na escola, na verdade ajudam por que não tem outra opção, minha filha chora muito, porque tá sendo difícil… Ja expliquei pra ela que é uma fase, questão de tempo pra tudo se ajeitar,mais me dói o coração saber que ela sofre por não conseguir se comunicar… Enfim temos que dar tempo ao tempo…

    Claudemir Martins - 13 de abril de 2016

    Oi Daniele,

    Não se preocupe, no começo a Amanda também sentiu essas dificuldades, mas com o tempo foi se acostumando e hoje tem o Inglês fluente e está até melhor que o português, ela também tem muitos amigos e faz o dever de casa sem ajuda.
    Vejam esse vídeo com a entrevista dela…muito legal
    https://www.youtube.com/watch?v=xxois_tWRGA

    Abraços
    Claudemir

Priscila - 1 de abril de 2016

Olá Valdirene, sou separada e penso em ir com minha filha. Preciso de alguma autorização do pai dela pra matricula-la na escola?

carolina lopes de Souza - 15 de março de 2016

Oi! Obrigada pela pronta resposta! Você está em Doral, certo? Indicaria então esta cidade? Ouvi falar que as Charters schools são um pouco melhores. Há uma lista de espera pelo que parece. É preciso fazer isso pessoalmente ou há uma possibilidade de fazer online?

    Valdirene Martins - 21 de março de 2016

    Olá Carol, estamos em Doral sim. O Charter é mais procurado sim porque é metade pública metade particular. Se são melhores não sei, eles possuem fama de ser. Escrevi minha filha muito tarde e ainda não obtivemos a resposta. Pelo que sei pode aplicar online sim. Obrigada pela visita. Se quiser uma ajuda com a casa me fale, sou corretora.

Car - 8 de março de 2016

Olá Valdirene e Claudemir,

Penso em me mudar ainda este ano para Davie, onde tenho conhecidos.Obviamente por ser mãe solteira e com dois filhos de 8 e 5 anos, minha maior preocupação é a escola. Assiti ao video no youtube sobre educação e foi esclarecedor em alguns aspectos. Agora, como achar essa escola? O que fazer primeiro, definir a escola ou o local onde morar? Esse ano as férias aqui no Rio serão justamente em agosto por conta das olimpiadas. O ideal seria ir com as crianças um pouco mais cedo? Vi que quando se mudaram, sua filha estava examente na mesma série onde minha filha hoje está e minha maior preocupação era ela perder o ano o que pelo que entendi, de fato acontece. Ela iria refazer a mesma série. É isso?

    Valdirene Martins - 11 de março de 2016

    Olá Carol, o fato da escola é a preocupação de todos os pais. Mas pode ficar tranquila que no geral todas são muito boas. Porém, não posso dizer nada diretamente de Davie, porque realmente não conheço. Se você se preocupa com escola aconselho realmente definí-la primeiro. Pelo menos aqui você tem que colocar seu filho na escola perto de onde mora. E em relação ao ano, ela entra na série que é da idade. Como o ano escolar é diferente, sempre se perde os seis meses do Brasil, mas para eles é ótimo, pois ganham seis meses para se adaptar melhor. Espero ter ajudado. Obrigada pela visita no blog.

Eliza - 20 de fevereiro de 2016

Olá Valdirene! Estaremis em breve indo para Boston e gostaria de saber, vou poder colocar minha filha de 8 anos na escola uma vez que ainda não esteja em uma casa alugada por nós….estaremos com parentes de início. Você saberia quanto é um aluguel mais em conta para uma família com 2 adultos e 2 crianças….sabe sobre emprego…conhece alguém que possa nos dar um auxílio lá em Boston…pessoas de BEM como vc parece ser? Obrigado. Eliza

    Claudemir Martins - 21 de fevereiro de 2016

    Olá Eliza,

    Muito obrigado pela visita ao Blog.
    Infelizmente não podemos ajudar nessa questão de Boston, estamos bem distante e não conhecemos ninguém por lá.

    Atenciosamente
    Claudemir

agatha - 17 de fevereiro de 2016

ola valdirene! e no caso de crianças que estejam ilegais no país, o direito à escola é o mesmo valido para os legais?

    Claudemir Martins - 17 de fevereiro de 2016

    Oi Agatha,

    Obrigado pela visita ao blog.
    Aqui nos Estados Unidos não misturam as coisas, sua condição de imigração não tem nada a ver com a educação da criança.
    A ecola não se preocupa se é ilegal ou não, esse não é o papel deles

    Abraços
    Claudemir

Patricia - 20 de janeiro de 2016

Oi Valdirene,
minha filha tem 8 anos e vai iniciar o terceiro ano fundamental aqui no Brasil. Temos a ambição de passar um ano sabático ai nos EUA. Qual seria a série equivalente dela por ai? Ela completou 8 anos em dezembro.

Daniela Martins - 19 de janeiro de 2016

Olá Valdirene,

Gostaria de saber com qual idade a criança vai para a escola pública nos USA, tenho um filho de 3 anos e me falaram que para a idade dela teria que ser particular.

    Valdirene Martins - 19 de janeiro de 2016

    Olá Daniela, Isso é verdade sim. Apenas com 4 ou cinco anos dependendo da data que ele faz aniversário é que vai para a escola pública. E se vier para cá não deixe de me contactar para te ajudar com sua casa. Espero ter ajudado. Abraços.

sergio - 12 de janeiro de 2016

Olá, estamos nos mudando para Miami e gostaria de saber se você conhece e pode indicar profissionais que possam ajudar meu filho de 12 anos (terminou aqui no Brasil a 6ª série) na adaptação com a língua inglesa e também com o sistema de ensino aí nos EUA. Nosso objetivo é prepará-lo para o início do próximo período letivo, em agosto.
Aguardo seu retorno.
Obrigado!

Juliane - 11 de janeiro de 2016

Olá Valdirene, adorei suas dicas e parabéns pelo desempenho de sua filha.
Estou querendo ir fazer curso de férias em julho com a família somos 4: eu meu marido e dois meninos de 5 e 7 anos. eles já estudam aqui na escola americana. Pois temos planos de mudar para a Florida e abrir um negócio aí. a coisa aqui tá cada vez pior. Enfim, gostaria de saber como vou fazer com as duas crianças enquanto estivermos no curso de inglês. existe algum curso de férias para a idade deles que possa casar com o horário dos cursos das escolas de curso de inglês. vc tem alguma dica para mim.
obrigada!

Daniele Luiz - 8 de janeiro de 2016

Olá Valdirene Martins tudo bem com vcs?!
Foi esclarecedor demais sua postagem,obrigada.Gostaria de lhe fazer umas perguntas,se puder me responder serei muito grata.Pode ser por emails pra me ajudar tbm com outras dúvidas,que creio eu não serão poucas rs. Irei em Dezembro de 2016 final desse ano pra morar com um casal de amigos e clientes de nossa loja de que foram em Dezembro agora de 2015.Nossa vontade na verdade é ir trabalhar e tentar uma vida melhor.Tenho gêmeos de 6 anos e uma menina de 3 anos. Iremos pra Miami.Por meus filhos serem gêmeos e aqui no Brasil ser realmente tudo diferente em questão ao comportamento,pq na escola brigam e se amam e tudo mais fiquei com receio mas não irei desistir por isso jamais. Qual seria a melhor escola para eles,pois eles desde que começaram a estudar são em classes diferentes pq prefiro assim,um fazia pro outro,um pegou toda a responsábilidade enquanto o outro deixava de fazer,então a direção e eu preferimos assim e deu super certo. O que já posso fazer ao chegar?Oque preciso pra matriculas?O que vc acha eu estou pensando em colocá-los em um curso de inglês já esse ano.Agradeço desde já.

Soffia - 8 de janeiro de 2016

Olá, primeiramente gostaria de parabeniza- los pelo site.
Tenho 15 anos, e minha família esta pensando em nos mudar para Miami, porém tenho medo de como vamos conseguir morar ai sem falar o inglês.
E quanto a parte imobiliária, gostaríamos de ajuda pois temos o plano de morarmos em Miami durante no mínimo 1 ano.
Aguardo respostas.

Desde já Agradeço.

Lea Regina Baiatone Jacinto - 7 de janeiro de 2016

quero uma oportunidade para mostra o meu trabalho e aprender com vocês crescendo junto com a empresa. sou formada em Licenciatura em Pedagogia na Educação Infantil, nas série iniciais do Ensino Fundamental, Supervisão, Inspeção Escolar, Orientação Escolar, Gestão Escola.

    Valdirene Martins - 7 de janeiro de 2016

    Olá Lea,
    Sinto muito, não compreendi o seu objetivo. Por favor seja mais clara.

    Jamiri - 12 de janeiro de 2016

    Estamos estudando a idéia de irmos morar em Miami. A unica coisa que me deixa com medo é o fato de não sabermos falar inglês. Tenho um filho de 12 anos e um de 14 anos. Espanhol sei muito pouco. O clima. Os bairros. Andei procurando casas em condominios pela segurança. Enfim quero mas tenho medo.

Juliana - 28 de dezembro de 2015

Olá, queridos! Eu gostaria de saber se uma criança de 4 anos que nunca foi em uma escola no Brasil se adaptaria nas escolas americanas mesmo sem falar inglês?

    Claudemir Martins - 3 de janeiro de 2016

    Olá Juliana,

    Com certeza de adaptaria, as crianças possuem uma grande facilidade para isso, claro que no começo vai ser um pouco extranho mas depois de uns 6 meses a diferença será enorme.
    Ela irá começar no programa ESOL que é para crianças que não falam Inglês e dai poderá progredir rapidamente.

    Um abraço
    Claudemir

juscimara - 15 de dezembro de 2015

Valdirene boa tarde! Adorei seu Blog, está me ajudando bastante!! Eu e meu esposo estamos com projeto de mudança para os EUA em agosto 2015. Porém estamos com dúvidas com relação a escolha da cidade. Queremos uma boa escola para as crianças , inicialmente pensamos em Weston ou Boca Raton. Porém estamos em dúvida, qual cidade seja mais interessante, tenha menor custo de vida, boas escolas… Em que vc pode me ajudar a esclarecer sobre estas cidade, ou quais outras cidades valeria a pena analisar? Tenho intenção de comprar uma casa, então como é mais definitivo, preciso de ajuda.
desde já agradeço!!!

Marcela - 20 de novembro de 2015

Olá Vadirene, parabéns pelo excelente trabalho! Estou pensando em comprar um imóvel para alugar em Miami ou Orlando, com planos de em um futuro breve, mudar definitivamente pra aí, com meu marido e filho de 3 anos. Gostaríamos de saber detalhes, caso possa nos ajudar, de como conseguir visto de permanência ou green card de invesvestidor ou montando um negócio. Desde já agradeço. Abraço.

Carmen - 10 de novembro de 2015

valdirene muito obrigada. Com sua declaração vc me tranqüilizou pois vou morar nos EUA e meu filho tem apenas 3 anos.

Carmen

    Valdirene Martins - 11 de novembro de 2015

    Olá Carmen, primeiramente obrigada pela visita.
    Respondi em um email privado. Volte sempre

Fernanda Bourguignon Horsth - 30 de outubro de 2015

Oi sou professora tenho uma escola aqui no Brasil. Estou pensando em fechar a escola e tentar a vida nos eua, na Flórida
Gostaria de saber se VC tem alguma dica p me ajudar a dar aulas aí numa escola, ou como tutora particular. Falo inglês mto bem e tbm gostaria de saber se VC tem alguma casa para alugar bem simples p mim, meu marido e um cãozinho!!! Aguardo retorno

    Valdirene Martins - 31 de outubro de 2015

    Olá Fernanda.
    Obrigada por visitar nosso Blog. Primeiramente poderia te ajudar sim com a sua casa.
    Mas quanto em dar aula, você teria que estar legalmente no pais, veja essa matéria http://tudosobremiami.com/legalidade-nos-estados-unidos/
    Caso consiga uma maneira de vir para cá, me contacte. Boa sorte.

Gabriella - 15 de outubro de 2015

Desculpe, meu nome é Gabriele, e como estou pesquisando nos sites sobre esse assunto, achei sei blog, muito bom, parabéns!

    Valdirene Martins - 15 de outubro de 2015

    Olá Gabriele, obrigada pelo comentário. Se tiver alguma dúvida é só falar! Abraços.

Gabriella - 15 de outubro de 2015

Olá, boa tarde, estou pensando ir para boston em novembro e estou preocupada devido às aulas do meu filho que tem 12 anos, gostaria de saber como funciona se consigo matricular ele ainda esse ano e se ele sairia prejudicado, obrigada.

    Valdirene Martins - 15 de outubro de 2015

    Olá Gabriele,
    Na verdade ele nunca vai sair prejudicado, pois a experiência que terá será maravilhosa. Porém, quem chega de qualquer outro país “perde” o ano que estava fazendo. Quando chegar e fizer todos os procedimentos necessários ele entrará na escola sem problemas.

Thamires - 28 de setembro de 2015

Ola, adorei as dicas aqui do seu blog..devido a crise no Brasil meu marido está ondo pra Miami agora em Out. Ele vai antes p arrumar as coisas trabalho, casa…e nos vamos em dez.
Gostaria de alguns sites de imob pra alugar casa..se puder me ajudar! !! Obrigada. ..

    Valdirene Martins - 15 de outubro de 2015

    Olá Thamires, enviei um email privado para você.

Nayara Bueno - 15 de setembro de 2015

Olá Valdirene, parabéns pelo blog… Muito confortante rsrs. Estou querendo ir para os EUA, com minha familia, só que ainda não decidimos o local, estamos com um colega em North Miami e umas colegas em deerfield beach, ambos nos disseram que vão nos ajudar, mais estamos indecisos, só sabemos que quermos sair do Brasil, tenho 2 filhas uma de 4 e outra de 10 anos, estamos indo com a ideia de abrir uma empresa, tem algumas dicas para me ajudar? O que puder me ajudar desde ja é muito bem vindo… Te agradeço de coração.

    Valdirene Martins - 21 de setembro de 2015

    Obrigada pela visita Nayara, te enviei um email privado. Até mais.

Andrea - 14 de setembro de 2015

Acabei de ler o post do ESOL….desculpe por perguntar… Não tinha visto ainda…Parabéns pela sua filha, que orgulho heim? Se puder me dar umas dicas sobre locais para morar agradeço muitíssimo…. Qualquer dica será útil….

    Valdirene Martins - 15 de setembro de 2015

    Andrea,
    Fique à vontade em perguntar e tirar todas las dúvidas !! Grande abraço

Andrea - 14 de setembro de 2015

Olá Valdirene, parabéns pelo blog… Foi o melhor que li até agora!!! Muito esclarecedor, ainda mais para alguém que está planejando morar em Doral até o fim de dezembro. Já li tudo que existe sobre as escolas de Doral, pesquisei no Great Schools, etc mas só vc conseguiu esclarecer minhas duvidas. Meu marido está aplicando para o L1 e planejamos estar aí no meio de Dezembro… Só eu falo inglês na minha casa e tenho 1 filho de 11 anos e uma menina de 7 anos. A empresa que meu marido irá trabalhar é em Doral, pertinho do Dolphin Mall… Então estamos certos de que vamos morar mesmo em Doral… Será muito complicado para alugar? Já percebi que vc gostou do lugar…Deve ser ótimo mesmo.
Desculpe o tamanho do post, mas fiquei aliviada quando vi que em Doral tem gente assim tão simpática como vc. Somos de Curitiba e espero logo logo estar aí….
Vc acha que não preciso me preocupar com as crianças? Elas ficam bem mesmo na escola? Menus filhos são excelentes alunos na escola aqui, espero que continuem assim… Vc poderia me explicar melhor como funciona o ESOL? Vc gostou?
Nossa desculpe de novo e desde já obrigada pela disposição em ajudar ….

    Valdirene Martins - 15 de setembro de 2015

    Olá Andrea,
    Fico muito feliz com seu comentário porque sentimos que estamos ajudando de verdade, vou emviar um email privado para conversarmos melhor. Seja bem vinda à DORAL 🙂
    E Também veja o nosso canal, lá tem a Amanda, nossa filha falando sobre a escola. https://www.youtube.com/user/tudosobremiami
    Um grande Beijo

    Valdirene Martins - 21 de setembro de 2015

    Andrea, você nem imagina como é bom ajuadar aqueles que também pode vir para cá. Um grande abraço. Obrigada mais uma vez!! E volte sempre.

Glaucy Oliveira - 7 de setembro de 2015

Olá, muito boa sua matéria. Estou indo com minha filha passar dois meses. Ela tem 10 anos e quero colocá-la em uma escola americana neste período para se familiarizar com o inglês. Já me falaram que escola pública aceitaria. Sabe me dizer? Conhece alguma em Brickell (particular ou pública).

Agradeço desde já!!!!! bj

    Valdirene Martins - 8 de setembro de 2015

    Olá Glaucy. Obrigada pelo comentário gentil. Já enviei um email para você, mas agora vi que escreveu mais. Não conheço escolas lá, porém para matricular sua filha você vai precisar comprovar que mora aqui com uma conta de serviços de sua casa. Mas reparei que vai ficar apenas 2 meses então não vai ter uma conta em seu nome. Portanto não vai poder matricular sua filha na escola pública. Mas se for em uma particular tudo bem. Além do mais, se você a matricula em uma escola pública ela vai ganhar um ID (número de estudante que é para a vida toda) e se um dia ela quiser voltar para estudar isso pode não ser bom para ela, pois tudo é interligado e vão ver que ela abandonou os estudos. A Yellow Folder como se chama a pasta de documentos do estudante é uma coisa muito séria. Aconselho que ela fique em campings ou que você pague uma turora. Te enviarei as informações de escolas em outro email. Abraços.

Juliana - 25 de agosto de 2015

lembrando @Valdirene que no caso era pra ela estar concluindo a primeira série e a começar a segunda neh, mas não, ela vai passar agora para a primeira série!!!

Juliana - 25 de agosto de 2015

Nossa adorei seu blog muito interessante ajuda bastante nas dúvidas!! então estou chegando na Flórida em dezembro com marido e minha de 7 anos recém completado!!! ela já está atrasada um ano aqui no brasil e como so vamos chegar em dezembro ja estará no meio do ano letivo neh? como vou fazer com ela? eles colocaram ela em um ano q corresponde a idade dela ou ela se atrazara mais ainda? estou muito preocupada quanto a isso se vc puder me ajudar eu te agradeço muito desde já!!

    Valdirene Martins - 25 de agosto de 2015

    Olá Juliana, fico feliz com seus comentários. As aula começaram ontem, dia 24 de agosto de 2015. Isso significa que ela terá perdido 4 meses de aula. Para deixar claro, todo aluno perde o ano que começa no Brasil. Isso é fato. Ela entrará na classe que deveria ser para a idade. Como você deve ter visto no Blog há várias matérias e uma delas é: http://tudosobremiami.com/como-funciona-o-programa-esol-dentro-das-escolas-americanas/. Você vai perceber que isso não deve te preocupar. As crianças são as mais beneficiadas com todo o processo. Pode ficar tranquila que eles vão aceitá-la e vão agir para que tenha o melhor acompanhamento. Te enviarei um email privado para conversarmos melhor. Abraços.

      Juliana - 25 de agosto de 2015

      muiti obrigada estou muito satisfeita com a resposta e vou querer mais conselhos se vc puder e claro!! beijos me chame no imail

        Valdirene Martins - 26 de agosto de 2015

        Ficarei muito feliz em te ajudar!!

vania - 13 de agosto de 2015

Oi muito bom seu blog! Amei este assunto porque estou preocupada estamos indo para morar na Florida não sabemos ainda o local estamos em duvida entre Boca raton e Wellington? Mais enfim gostaria de saber sua opiniao meu marido sera transferido perto de Setembro entao minha duvida compensa eles terminarem o ano aqui no Brasil ou ir em Setembro e ja começar o ano letivo ai? Meus filhos tem 9 e 15 aqui no Brasil eles estao no 5 ano e 1 ano do ensino médio.Li que vc tbm mora em Doral meu marido vai ter uma loja ai tbm em Doral vi mais as casas são mais caras e gostaria de saber se tem muita influencia de Miami porque lá em Wellington tem pouca( digo influencia porque em miami vemos muitos roubos e mendingos).Se puder me ajudar te agradeço.

    Valdirene Martins - 13 de agosto de 2015

    Olá Vania, obrigada por seu elogio. Claro que posso te ajudar. Espere meu email particular. Ok? Agradeço sua visita.

Douglas - 12 de agosto de 2015

Olá Valdirene, como vai?
Gostei muito do site e esta de parabéns… é difícil achar informações concretas na internet.
Bom, como alguns ja escreveram, eu, minha esposa e minha filha de 10 anos, estamos pensando em fazer um intercâmbio/trabalho nos EUA, porém a maior dificuldade que estou achando é com minha filha de “onde estudar”, afinal nao fala inglês (somente eu falo, bom eu me viro rsss passei 1 semana em NY para treinar e me virei bem). Estou realmente perdido de onde e como ir. Eu e minha esposa com esses planos de intercambio fica facil porem com minha pequena que me preocupo.
Gostaria de saber, se sabe quais cidades sao boas para isso e adaptação (como Weston) que voce falou.
Preciso de muita ajuda rssss…. MUITO OBRIGADO!

    Valdirene Martins - 12 de agosto de 2015

    Olá Douglas,
    Fico muito feliz em poder ajudar sim. Se quer começar e está preocupado com sua filha, venha para Doral, é um lugar totalmente familiar, bem localizado e com escolas ótimas. E para a adaptação será muito boa, pois como deve ter lido no Blog, agora nossa filha fala 3 línguas e o inglês é o preferido. Aguarde um email privado para maiores informações.
    Abraços.

Jaqueline Bittencourt - 10 de agosto de 2015

Olá!
Primeiramente parabéns pelo blog, está fazendo um trabalho ótimo e muito esclarecedor. Meu marido e eu queremos ir com nossos filhos (6 e 4 anos) para Miami, no ano que vem. Ainda não conseguimos definir algumas coisas aqui para sabermos se iremos no começo ou no meio do próximo ano, mas é certo que será 2016. Vamos para que todos possam estudar inglês, nós e as crianças. Meu inglês é zero e das crianças também, meu marido tem inglês muito bom. Minha maior dúvida agora está em justamente escolher escola para as crianças, para aí sim escolher a moradia, já que onde elas vão estudar depende do local onde vamos morar. Em outubro estaremos indo para conhecer algumas regiões de Miami, ver qual nos agrada mais e ver algumas escolas. Não temos amigos próximos nem familiares por aí, sendo assim estou por conta do que a internet me oferece de informações (e por isso amei encontrar seu blog). Uma pessoa sugeriur irmos para Weston, vc conhece, como é por lá para morar com crianças e as escolas? Vc conhece escolas bilíngues que possa indicar, para crianças pequenas?
Depois de ler seu blog vamos, com certeza, conhecer Doral na nossa ida em outubro. O que vc me sugere pela região?

Vou continuar a ler mais dos seus posts.

Desde já obrigada!

    Valdirene Martins - 10 de agosto de 2015

    Olá Jaqueline,
    Primeiramente muito obrigada pelo elogio tão gentil. Em segundo, seu nome é lindo e combina com os Estados Unidos!!! E quanto ao seu assunto, vamos lá:
    Weston é um lugar totalmente familiar, residencial e que possue ótimas escolas. Inclusive já postamos em nosso blog a respeito. Eu posso dizer que nossa escolha de morar em Doral não favoreceu o inglês, mas sim a adaptação ao novo país, que foi muito mais fácil, pois eu e min ha filha eramos zero em inglês.
    Se você vem para cá estudar e se preocupa exatamente com esse ponto com os seus filhos, vai adorar Weston. Lá as pessoas falam mais inglês. Porém, creio que para tirar um visto de estudante você terá que primeiro escolher onde você vai estudar, o que possivelmente ache em Weston.
    Em relação a casa vou te passar um email privado para te ajudar.
    Se você vem estudar apenas não procure escolas bilingues, pois você já vai falar português na sua casa. Mas se vem para morar então o cenário pode mudar.
    Deixe-me saber quando você vem e podemos nos encontrar.
    Fico muito feliz em poder ajudar!!
    Até logo.

Greice Kelly Pacifico dos Santos - 6 de agosto de 2015

Ola Valdirene adorei a matéria acima e gostaria de saber como funciona para uma criança de 3 anos estudar nos Estados Unidos, meu marido foi transferido pelo trabalho e vamos nos mudar no final do ano para Nova York, porem temos uma filha de 3 anos que não fala nada em inglês. Como funciona nesse caso? com qual idade a criança já pode frequentar a escola? será mais fácil para ela por não ser alfabetizada e esta aprendendo a falar? Tenho alguma duvidas vc poderia me orientar? obrigada.

    Valdirene Martins - 6 de agosto de 2015

    Olá Greice,
    Primeiramente fico feliz por sua visita e agradeço seu comentário.
    Eu vivo na Flórida com minha família. Onde vivo as crianças vão para as escolas públicas um pouquinho mais velhas, mas há lugares que são privados e atendes às crianças menores. Acredito que vá ter que saber o lugar para onde vai e procurar na Internet sobre escolas na àrea em que vai residir. A pesquisa terá que ser feita para que conheça o local e saiba o que há.
    Quanto à sua filha pode ficar tranquila, ela virá na melhor idade. Um pouquinho difícil nos primeiros dias, mas com carinho ela vai se adaptando. Aconselho não falar inglês em casa com ela, para que não perca o idiona e para que não seja ainda mais difícil para ela. Ela vai ser alfebetizada em inglês quando vá para a escola e vai falar muito bem o idioma inglês. Não sei como fazem com crianças tão pequenas, com os mais velhos que chegam de outros países já entram em um programa chamado ESOL e quando estão preparados passam para as salas regulares.
    Todas as dúvidas que tenha e eu possa te ajudar pode escrever, vamos ter muito prazer em ajudar. Comece a pesquisa e depois me avise, certo? Muita sorte.

Jaqueline - 12 de julho de 2015

Ola Valdirene, nao sei nem como nao tinha lido seu site , a anos vivo lendo sites, depoimentos, dicas, etc e tal e nao tinha visto o seu!!
Desde 2013 eu e minhafamilia estamos pensando em vir morar em Miami ( estou nesse exato momento aqui, passar ferias de julho), mas cada dia q passa fico mais perdida, pois tenho duas filhas, uma c 4 e outra c 9 anos, eu vejo um bairro acho o maximo, vejo a escola, ai que me desanima, enquanto tem uma boa escola publica para uma , nao tem p outra.. Ai vou de novo a procura de um outro bairro, ai vice e versa!!! O local q vi escola boa para duas, foi em Key Biscayne, mas os valores dos imoveis sao mto altos!
Vc disse que mora em Doral, vc mora desde que veio para Miami? Tem escolas boas para criancas, tirando a da sua filha, mas para criancas menores.
Eu estive em doral, numa casa de uma amiga e amei… Bem residencial..
Qual bairro vc indicaria?
Beijos e parabens a vc, ao site, parabens a sua filha!!!

    Valdirene Martins - 12 de julho de 2015

    Olá Jaqueline,

    Muito Obrigada por nos visitar. Obrigada também por seu comentário. Aqui em Doral você vai encontrar as melhores escolas, pois é um local bem residêncial e tranquilo para criar suas filhas. As escolas são ótimas, imagime que elas terão a melhor educação em uma escola pública. Sei que é díficil para você que está chegando, mas imagina que a primeira escola que pesquisamos ainda no Brasil, foi a que nossa filha estuda hoje e pelo comentário feito na Internet (não nos agradou) e por necessidade ela estudou em outra escola no primeiro ano. Quando ela veio para o Jonh I. Smith (por que mudamos para bem próximo), simplesmente amou!!! E disse que queria ter vindo antes :). Qualquer escola é boa, o que vai variar são os professores e isso é incontrolável. Você pode ir para uma escola nota 10 e suas filhas não gostarem por causa dos professores. Quanto às localidades, Doral faz parte do condado de Miami (como se fosse o bairro, mas é uma cidade) e assim se forma Miami, por uma série de cidades. Eu aconselho apenas não ficar na parte da praia, pois é bem mais turístico e não muito bom para as crianças crescerem. Eu acredito que do restante você vai adorar, pois suas filhas terão mais tranquilidade e você também. Eu enviarei um email privado para conversarmos melhor. ok? Até mais.

Valdirene Buss - 6 de julho de 2015

Oi Valdirene,
Com a crise que estamos vivenciando no Brasil atualmente, eu e meu esposo estamos pensando seriamente em irmos morar nos EUA. O irmão do meu marido mora em Massachussets e por isso talvez seja um pouco mais fácil pra nós, mas o que realmente e me preocupa é que tenho um filho de 09 anos e não fala nada de inglês e é muito tímido tbm. Fico pensando nele isolado em um canto da escola sem conhecer ninguém e nem sequer falar inglês, só de imaginar fico apavorada. Se vc pudesse me dar alguma dica pra ajudar na nossa adaptação agradeceria muitíssimo…

    Valdirene Martins - 6 de julho de 2015

    Olá, Como vai?. O processo para eles (crianças) é mais fácil do que para nós adultos. Isso é fato. Meu marido também pensou nesse fator: para mim e minha filha seria muito mais fácil aqui em Miami e ele acertou em cheio. Eu ainda estou aprendendo o inglês, mas vivo muito bem com o espanhol. No caso da minha filha eu não tive problemas com ela na escola e agora que completamos dois anos ela foi mudada para a sala regular (a que um americano frequenta) e hoje tivemos a surpresa dela ter sido convidada para entrar na escola online. Imagina !!! Ela fala e escreve tudo e muito bem. Nós viemos sem família, o que nos fez ter que aprender tudo sozinhos, mas aprendemos. Não sei o quanto seus familiares podem ajudar, sendo que também vai ter que falar o português com seu filho para ele não esquecer. Eu imagino que você pode levantar dados de escolas bilingues e tratar de encontrar uma tutora caso você vá para uma região onde somente o inglês é falado. De qualquer forma, você terá o respaldo do programa ESOL que é para todos que chegam sem o inglês. Estamos aqui para ajudar. Quem sabe você não aluga uma casa aqui em Miami e depois vai para lá… Grande abraço. Se quiser colocar mais algum tema, podemos comentar e ver soluções. Mas garanto que vai sair tudo bem!! Obrigada pela visita no Blog e nos diga como anda suas decisões, ok? Grande abraço.

Giovanna - 23 de junho de 2015

Parabéns pelo site, tem me ajudado bastante nesse período de mudança. Eu vi que você ficou com dúvidas em relação à pergunta sobre TDAH. Também estou buscando informações sobre escola, e meu filho de 13 anos também tem esse diagnóstico .
Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e freqüentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD. A dúvida que tenho e se existe escolas específicas para crianças especiais, ou existe a inclusão nas escolas regulares, que aqui no Brasil não funciona. Desde já obrigada.

    Valdirene Martins - 23 de junho de 2015

    Olá Giovana, seja bem vinda!
    Obrigada pela ajuda. Com tantas siglas eu não quis dar palpite rsrs e acabar errando. Bem, na realidade não posso afirmar, pois como não tive esse problema e não conheci ninguém com ele, vou ter que perguntar na escola e para as pessoas que conheço que já estão há mais tempo aqui. No tempo que estou aqui não vi ninguém comentando de escolas especiais, apenas as particulares e a semi-particulares, mas vou averiguar e te escrevo.
    Obrigada.

Marcia - 19 de maio de 2015

Adorei o seu site!!!! Provavelmente nos mudaremos no meio do ano e fiquei com algumas dúvidas em relação à escola. Percebi que algumas vão até o 11 grau e outras até o 12 grau, o que isso significa ? E qual a relação destes graus com as do Brasil, meu filho está no 6 ano aqui, e fiquei na dúvida se ele entraria ai no 5 ou 6 grau, porque nas escolas que eu acessei cada uma diz uma coisa. Obrigada

    Valdirene Martins - 19 de maio de 2015

    Olá Marcia,

    Realmente é um pouco difícil no começo, mas depois você vai entendendo cada passo das escolas. O que você precisa saber no momento é que seu filho vai perder esse meio ano que fez no Brasil. Isso é indiscutível, pois o ano letivo aqui começa em Agosto e ele vai entrar no sexto ano que é o que ele estava fazendo no Brasil, certo?
    Ele não pode ir para o sétimo, pois além de estar cursando o sexto, a idade também seria um fator à mais para barrá-lo
    Então, quando chegar e for matricular seu filho simplesmente diga que ele estava cursando o sexto ano. Eles não vão poder colocá-lo no quinto. Pois o ano letivo dele é o sexto, mas vai perder os seis meses do Brasil. Compreende?
    Quanto aos níveis são quase a mesma coisa, mudando nomenclaturas, qualidade (rsrs) e em alguns momentos a escolha parte dele em relação às matérias. Nesse último cenário já no sexto ano ele vai poder optar por 4 matérias da preferência dele, ele trabalhará em um semestre em duas e depois no segundo semestre nas outras duas. Tenho por base a escola John I Smith. Quando estiver mais certa de onde seu filho vai estudar (pois vai depender de onde você morar, já que aqui você tem que levar um comprovante de residência na hora da matrícula para poder colocar seu filho na escola), só aceitam as crianças da região. Me avise onde vai morar e qual escola ele vai estudar e assim poderei ajudar melhor, ok?
    Grande abraço e espero o seu retorno.
    Veja também:
    http://tudosobremiami.com/como-funciona-o-programa-esol-dentro-das-escolas-americanas/
    http://tudosobremiami.com/escola-particular-e-publica-em-miami-nos-estados-unidos-qual-e-a-melhor/
    Se quiser saber mais é só pesquisar no blog com a palavra “escolas”e vai ter muitas informações 🙂

Larissa - 14 de maio de 2015

Oi! gostei muito do seu post!! Gostaria de tirar uma dúvida por favor..
minha filha tem 5 anos e estamos planejando mudar para os EUA em outubro/2015.
como funciona neste caso? as escolas aceitam crianças qualquer época do ano?
obrigada!

    Claudemir Martins - 14 de maio de 2015

    Oi Larissa,

    As escolas recebem as crianças em qualquer época do ano, aqui o governo não nega estudo para as crianças, elas têm prioridade.
    No começo é normal a criança ficar um pouco perdida com o idioma, mas vão se acostumando a uma velocidade espantosa.

    Veja um exemplo da nossa filha Amanda que chegou com praticamente zero de Inglês e meses depois já está nesse estágio:
    https://www.youtube.com/watch?v=YYGu-xJE-sM

    Abraço
    Claudemir Martins

      Larissa - 14 de maio de 2015

      Impressionante mesmo!! Muito legal, parabéns e muito obrigada!!

MILENA - 10 de maio de 2015

Olá!!! Estamos nos organizando para a mudança e claro adaptação dos filhos é o que mais nos preocupa! Meu filho é diagnisticado TDAH e será que existe um acompanhamento diferenciado pra ele!

    Valdirene Martins - 11 de maio de 2015

    Olá Milena

    Será que você poderia ser mais específica quanto ao diagnóstico, não tenho idéia do que seja. Obrigada e fico no aguardo.

Fernanda - 22 de fevereiro de 2015

Olá, tudo bem??
Achei interessante este post da escola, mas fiquei com uma dúvida.
Se caso me mudar em dezembro, final do ano letivo no Brasil, e meu filho, no caso terminou o segundo ano do fundamental I, e não tem o inglês, como seria essa mudança? Em que ano ele estudaria? A mudança acontecendo em dezembro e ainda estando no ano letivo americano, eu matriculando ele na escola, ele iria para o secund grade? Será que poderia me auxiliar nesta dúvida, por favor.
Ah, sabe me dizer se tem alguma escola bilingue português/inglês em Miami?
Obrigada 🙂

    Valdirene Martins - 22 de fevereiro de 2015

    Olá. Como vai?
    Bem, o que aconteceu com minha filha foi o seguinte: Chegamos no começo do ano letivo dos Estados Unidos e ela teve que começar no ano que ela deixou no Brasil. Creio que você chegando em dezembro ele irá para o mesmo ano que estava no Brasil. Ele vai fazer até agosto a mesma série, pois pela idade ele não vai seguir para o final da série seguinte, ainda mais que ele chegará sem o Inglês. (coisa que eles aprendem rapidinho).Não pense que ele irá perder, pelo contrário, de dezembro à junho (mês que começam as férias) ele irá se adaptar e depois vai para o segundo ano.
    Quanto à escola bilingue, tem sim NA ESCOLA ADA MERRITT K-8 Center Endereço: 660 SW 3rd St, Miami, FL 33130. Telefone: 1 (305) 326-0791 Mas não sei como fica quando não se mora na região da escola, pois aqui você tem que levar um comprovante de onde você mora para registrar seu filho ( http://tudosobremiami.com/como-funcionam-as-escolas-nos-estados-unidos/ )
    Se ainda tiver qualquer dúvida, escreva. 🙂

RODRIGO PRATAS - 25 de janeiro de 2015

Com relação a escola das crianças mesmo sem green card seria possível matricula-los em escolas…

    Valdirene Martins - 25 de janeiro de 2015

    Olá. Sim, a escola não pede seu estatus. Pede apenas a comprovação do local onde está morando (conta de água/ luz ou tv).Pois para você morar aqui vai passar por um processo de avaliação, então a escola já sabe que está tudo bem.
    Qualquer dúvida, entre em contato.

      Pedro - 23 de abril de 2015

      Olá Valdirene,
      Achei maravilhoso o post que voce publicou e também todos os comentários. Fiquei animado. Tira uma dúvida quanto ao questionamento do Rodrigo Pratas. Qual seria esse processo de avaliação que voce se refere ? A pergunta é porque estou (se tudo der certo) passar uma temporada com uma prima e vou com minha filha. Diante dessa oportunidade de passar uma temporada lá na casa dela, perguntei sobre escola para minha filha pois se der certo a escola, penso em ficar lá durante o período todo das aulas. Pode ajudar nessa questão do processo de avaliação ? Grato.

        Valdirene Martins - 23 de abril de 2015

        Olá Pedro,
        Bem, a criança ao chegar na escola dos Estados Unidos vai para a classe correspondente à idade, independente do nível de inglês. O que acontece é que uma criança que chega sem o inglês como língua nativa passa pelo programa ESOL. É um programa especial que ajuda a criança se desenvolver mais rápido e adquirir as habilidades necessárias para estar bem na escola. Esse processo é interno e você não precisa fazer nada além de preencher corretamente a papelada na hora da matrícula.
        Acredito que o contrário seja mais burocrático, quando a criança volta para o Brasil, caso você queira que ela não perca mais um ano de estudo deve pedir uma avaliação dos conhecimentos dela na escola.
        O que acontece é que as aulas nos Estados Unidos começam no meio de agosto e acabam em começo de junho, então a criança entra no ano em que ela já estava no Brasil (perdendo meio ano) e ao voltar também chega na metade do ano e pode ser que escola não a deixe terminar o restante do ano na série seguinte à que ela corresponderia, me entende?
        A avaliação é uma coisa que você pode requisitar na escola, mas se ela vai dar conta de passar na avaliação brasileira aí já é uma questão bem complicada, porque aqui não se perde tempo com matérias desnecessárias e depois de uma certa idade você escolhe as matérias que gosta e te dá creditos para seguir na faculdade depois. Mas uma coisa posso te garantir, qualquer ano “perdido” do Brasil vale a recompensa de ver a criança se desenvolvendo à todo vapor no inglês e na cultura deste país.
        Pode ficar tranquilo, a sua filha vai para a escola sem nenhum problema. Desde que você peça para sua prima ver na escola se você não vai precisar ter uma conta de algum serviço no endereço perto da escola. Aqui onde moro só matriculam a criança que comprova a residência na região. Fique atento e qualquer coisa é só sua prima colocar uma conta no seu nome. Qualquer dúvida, pode falar 🙂

          Pedro - 23 de abril de 2015

          Deus lhe abençoe e lhe ilumine bastante. Muito obrigado pela explicação, gentileza e carinho que tem tratado esse assunto respondendo aos questionamento. Fico-lhe muito grato.
          Um abraço, Pedro
          p.s.: Por favor, Não me queira mal se eu voltar a te incomodar novamente com dúvidas porque esse assunto é de muito interesse e somos 100% leigos.

          Valdirene Martins - 27 de abril de 2015

          Pedro, ficamos sempre muito felizes em ajudar. Por favor envie-nos todas as dúvidas sempre! Sucesso para vocês!!!

RODRIGO PRATAS - 25 de janeiro de 2015

Ola valdirene parabéns pelo blog eu e minha esposa acordamos de madrugada e pensamos em nos mudar pra miami …estamos em um pais difícil onde se trabalha e não se vê a cor do $… Estamos co m 37 e 43 respectivamente e temos 2 filhos de 4 e 6 anos… Tínhamos a ideia de importar semi jóias do Brasil e vender em Miami VC NIS indicaria que bairro morar aí e que tipo de moradia alugar…

Jeferson Nogueira - 14 de janeiro de 2015

Parabéns!
Muito esclarecedor o trabalho de vocês.
Estive em uma viagem em grupo , premiação da Unimed Paulistana, por 4 dias em Miami. Fiz várias compras e andei de madrugada na Av. Thomas Jefferson, sensação maravilhosa de segurança.
Não falo inglês e estou pretendendo voltar para conhecer mais e melhor a cidade. Existe algum serviço de apoio? Tipo taxistas ou similar que falam em português e poderiam nos levar nos locais e explicar onde e como funcionam.

Agradeço desde já.

    Valdirene Martins - 14 de janeiro de 2015

    Olá. Obrigada. Que legal ter ganho a viagem! Na verdade não conhecemos ninguém que faça esse serviço para indicar, mas aqui pode ficar tranquilo que o espanhol é o mais usado.Mas se não entende muito bem o que eles falam é melhor em português mresmo.
    Realmente a segurança é um ponto excelente deste país.
    Na Internet, com certeza vai achar alguém que faça esse serviço. Mas não posso indicar, pois não conheço e não quero dar dica errada! O que você gostaria de conhecer, os pontos mais visitados? Onde se fazer compras? Gostaria de conhecer Miami ou outros pontos?
    Se escrever o que gostaria posso ajudar.
    Até mais!

Gregorio Salles - 22 de dezembro de 2014

Olá Valdirene,

Somos brasileiros (casal) e descobri o seu blog há pouco tempo, estamos muito surpresos com a qualidade das informações!
Parabéns pelo excelente trabalho. Estamos avaliando todos os processos de imigração há certo tempo e suas matérias nos ajudaram bastante.

Continuem com esse grande trabalho de auxílio social – sim! O seu blog está nos ajudando mesmo.

Um forte abraço!

    Valdirene Martins - 22 de dezembro de 2014

    Obrigada.
    Adoramos e ficamos muito mais dispostos quando nossos leitores participam.
    Qualquer dúvida é bem vinda para que possamos produzir mais postagens com o fim de ajudar quem nos visita.
    Que tenham boa sorte.
    Até mais.

Fernando Tartari - 16 de dezembro de 2014

Otimo

Brenda klemtz - 16 de dezembro de 2014

Adorei este post!

    Valdirene Martins - 16 de dezembro de 2014

    Que bom que gostou, se quiser colocar alguma dúvida que ainda possa ter é só escrever que tentaremos pesquisar.
    Abraços.

    Valdirene Martins - 22 de dezembro de 2014

    Obrigada Brenda.

Os comentários estão desativados.

E-book Completo, Veja como matricular seus filhos nos E.U.A.

x

Tenha acesso ao

E-Book completo

Ebook Educacao Americana
x